Maria José Vicente

mj.vicente@eapn.pt
T. +351 225 420 800

Enquadramento

O Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza é assinalado anualmente a 17 de outubro. A primeira comemoração do evento ocorreu em Paris, em 1987, quando 100 000 pessoas se reuniram na Praça dos Direitos Humanos e Liberdades em Trocadéro
para homenagear as vítimas da pobreza, fome, violência e medo na inauguração de uma pedra comemorativa do Padre Joseph Wresinski, fundador do Movimento Internacional ATD Quarto Mundo.
A 22 de Dezembro de 1992, a Organização das Nações Unidas, através da Resolução 47/196, designou oficialmente o dia 17 de outubro como o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza.
Este dia foi criado com o objetivo de mobilizar decisores políticos, organizações intergovernamentais e não governamentais, bem como a sociedade civil, para corrigirem as causas e consequências da pobreza. Por outro lado, destaca-se a multidimensionalidade do problema da pobreza: a falta de recursos económicos e de outros meios para viver com dignidade estão interligados e reforçam-se mutuamente, perpetuando o ciclo de pobreza.
Comemorar o dia 17 de outubro representa também para a EAPN Portugal uma oportunidade para reconhecer o esforço e a luta das pessoas que vivem em situação de pobreza, uma oportunidade para ouvir seus problemas e um momento para dar relevo à ação solidária e reivindicar a ação política.
Desde 2010, a iniciativa da sociedade civil “Pelo Combate à Pobreza e à Exclusão Social” vem desafiando as organizações da sociedade civil a darem maior visibilidade às suas ações de luta contra a pobreza e exclusão social, com o objetivo mobilizar a sociedade portuguesa, sensibilizando-a para a compreensão dos fenómenos da pobreza e exclusão social enquanto violações de Direitos Humanos.
Neste âmbito, por ocasião das comemorações do dia 17 de Outubro – Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, a EAPN Portugal organiza anualmente com vários parceiros locais, um conjunto de atividades várias que contribuem para a sensibilização em torno destas temáticas, apelando à participação e ao ativismo, envolvendo diferentes áreas e setores da sociedade civil e abrangendo todos os públicos, em particular, as pessoas em situação de pobreza e/ou exclusão social.

Exemplos de atividades realizadas ao longo dos últimos anos por todo o território nacional:
> Abertura gratuita de museus e organização de visitas a museus, para indivíduos em situação de vulnerabilidade à pobreza e exclusão social;
> Sessões gratuitas em teatros;
> Atividades de valorização desportiva/inclusão pelo desporto/torneios de desporto;
> Exposições fotográficas;
> Marchas alusivas ao tema e que envolvam a população;
> Mural onde todos os participantes poderão escrever e pintar livremente
> Feiras e mostras temáticas;
> Caminhadas culturais e passeios turísticos com utentes
> Sessões de cinema (documentários) seguidas de espaço de debate
> Tertúlias, seminários, workshops, webinares;
> Ações de voluntariado ou sensibilização
> Concertos de música e dança;
> Peças de teatro;
> Animação de rua de artistas circenses;
> Ações de recolha/distribuição gratuita de alimentos, para público em geral;
> Rastreios na área da Saúde;
> Elaboração de materiais, por utentes
> Distribuição de folhetos informativos;
> Realização de parcerias com várias entidades públicas e privadas

Programa Nacional

Recursos

Documentação e recursos.

BREVEMENTE DISPONÍVEL

História

Edições anteriores

BREVEMENTE DISPONÍVEL